Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 9801 5659
  • leia nossa edição impressa
    Feira de Santana, sábado, 28 de março de 2015
Geral Compartilhar
Coordenadora e técnico do Samu trocam acusações

Coordenadora e técnico do Samu trocam acusações

Técnico de enfermagem também fez denúncia no Ministério Público do Trabalho

Saúde Compartilhar
Feira ganhará salas cirúrgicas para transplante de rins e núcleo de oncologia

Feira ganhará salas cirúrgicas para transplante de rins e núcleo de oncologia

A previsão para o início dos transplantes de rins no Hospital Dom Pedro é junho deste...
Economia Compartilhar

Banco Central lança moeda comemorativa

A moeda de R$ 1 comemora os 50 anos da instituição

Política Compartilhar
Marcelo Nilo decide aumentar verba de deputados

Marcelo Nilo decide aumentar verba de deputados

A verba deve aumentar de R$78 para R$92 mil

Colunistas

História

09 de junho de 2002

Fundef - Colbert cobra esclarecimentos de José Ronaldo



      O presidente do PPS o pré-candidato do partido a deputado federal nas eleições desse ano, Colbert Filho, disse ontem que é “muito grave” a denúncia feita pelo secretário de Educação, Justiniano França, de que o governo passado teria “mascarado” os números referentes à matrícula de alunos na rede municipal, gerando distorções no Fundef.
Justiniano disse na edição de ontem da Tribuna Feirense que vai apresentar maiores esclarecimentos acerca do assunto amanhã, quando ele teria em mãos, oficialmente, dado do Instituto Nacional de Estatística e Pesquisa, órgão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
Mas em seu breve depoimento, uma prévia do que será esclarecido possivelmente amanhã, ele deu uma verdadeira bomba, ao afirmar que o governo anterior “mascarou” números apresentados para o Fundef. O “governo anterior” a que ele se refere era do prefeito Clailton Mascarenhas. A professora Wilma Simões foi a última secretária de Educação daquela administração.
Para Colbert, a acusação de Justiniano atinge menos ao ex-prefeito e muito mais à professora Wilma Simões, “uma respeitada educadora, contra que nunca foi levantada qualquer suspeita”. O ex-deputado diz que o prefeito José Ronaldo não pode dizer que “só vai apresentar informações ao Ministério Público”, quando for feita a convocação ao seu governo. “Um assunto dessa gravidade precisa ter uma resposta imediata à sociedade”, afirma.
A DENÚNCIA
O vereador José Neto, que faz oposição ao governo José Ronaldo na Câmara, levantou, através de uma portaria do MEC, números da verba do Fundef, disponibilizada para Feira de Santana, no primeiro quadrimestre deste ano. Em três meses o município arrecadou menos R$ 900 mil, no total, em relação ao mesmo período no ano passado. Apenas no mês de fevereiro a receita de 2002 é compatível com a de 2001.
Ontem à tarde, o vereador José Neto informou à Tribuna Feirense que não acredita que a redução da verba do Fundef para o município seja de responsabilidade da Secretaria de Educação do governo passado. “A professora Wilma Simões não tem em seu histórico esse tipo de procedimento”, opinou, sobre o depoimento do atual secretário, Justiniano França.