Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 26 de setembro de 2018

Geral

Detran tem consulta veicular no site suspensa há 40 dias

28 de janeiro de 2015 | 10h 42
Detran tem consulta veicular no site suspensa há 40 dias
A consulta que permite a proprietários de veículos acessar todos os dados relacionados ao bem, por meio do site do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), está suspensa há mais de 40 dias.
Quem deseja verificar dados como débitos, valores e datas para pagamento de licenciamento, IPVA, Seguro Obrigatório (DPVAT) e multas deve ir até a sede do Detran-BA, na avenida ACM.
 
Após tentar durante toda a semana passada acessar os dados do seu carro, o servidor público André Oliveira, 34, resolveu pedir liberação do trabalho, na terça-feira, 27, para ir à sede do Detran no estado.
 
Morador do bairro de Valéria, ele reclamou do "tempo perdido" só para verificar a situação do carro. "Tentei a semana inteira, e nada de funcionar. O IPVA não havia chegado. Por isso, vim ver qual era a situação. É um tempo desnecessário que se perde, quando poderíamos apenas acessar o site. Na minha opinião, é um descaso e falta de respeito. A gente paga tanto imposto e de nada adianta", queixou-se o servidor público.
 
A consulta de situação do veículo, como o serviço é chamado, está suspensa, segundo informações do Detran-BA, por causa de uma manutenção que está sendo realizada no endereço eletrônico do órgão estadual.
 
"Estamos passando por um processo de manutenção do site, o que inclui melhorias na qualidade das informações prestadas e atualização dos dados para 2015", informou o órgão de trânsito por meio de nota da assessoria de imprensa.
 
Ainda segundo o documento enviado pela assessoria de imprensa, a previsão é que o serviço somente seja regularizado "a partir da segunda semana de fevereiro".
 
Acréscimo
O site do órgão de trânsito tem, por mês, uma média de um milhão de acessos, segundo dados enviados pela assessoria de comunicação do Detran-BA. "Desde que o serviço de consulta foi disponibilizado no site, tivemos um aumento de 100 mil acessos", diz o texto.
 
O supervisor administrativo Gleidson Andrade, 38, também foi na manhã de terça ao local, após tentar, sem sucesso, consultar via site informações sobre um carro que pretende comprar. "Antes de comprar, eu queria saber se tinha alguma restrição, mas tentei várias vezes pelo site e não consegui. O jeito foi vir até aqui para verificar. Essa suspensão dificulta muito a vida da gente. Espero que seja logo regularizado", ressaltou.
 
O órgão informou, ainda, que não houve aumento da demanda presencial por conta da suspensão.
 
"Não tivemos nenhum crescimento relacionado à demanda de consulta no órgão. Eles (proprietários) devem ficar tranquilos quanto a esta situação, pois já está sendo resolvida ou se preferirem, podem vir ao Detran fazer esta consulta presencialmente", finaliza a nota da assessoria.
Usuários do órgão enfrentam dificuldades desde o final de 2014
 
No final do ano passado, usuários que procuraram o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), por meio do SAC do shopping Bela Vista, no Cabula, já tiveram dificuldades para serem atendidos.
 
Na manhã do último dia 29, quem foi ao local para resolver questões no posto do Detran da unidade encontrou grandes filas e tumulto.
À época, as pessoas se queixaram que foram entregues poucas fichas para atender à demanda.
 
Com o aumento do custo para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), previstos para o último dia 12, muita gente procurou os postos do Detran para iniciar o processo de aquisição da habilitação.
Conforme reportagem de A TARDE, na edição de 2 de janeiro deste ano, a demanda provocou muitas filas.
 
Aumento
Após inúmeras queixas sobre a distribuição de senhas para o atendimento, a Secretaria da Administração do estado (Saeb) divulgou nota, no mesmo dia do ocorrido, informando que o quantitativo havia sido ampliado.
 
“Ampliamos de 240 para 300 senhas, visando suprir a demanda extra de atendimentos no Detran”, conforme a nota do órgão. Apesar do acréscimo, algumas pessoas não conseguiram ser atendidas.

FONTE: A Tarde



Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje