Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sábado, 23 de setembro de 2017

César Oliveira

O infiltrado na força-tarefa

César Oliveira - 18 de maio de 2017 | 19h 10
O infiltrado na força-tarefa
A Ex-Ministra Eliana Calmon disse que delação sem pegar o Judiciário não era delação. Agora, na delação da JBS , Rodrigo Janot teve de prender um de seus procuradores, pois, o dono da JBS, Joesley, diz claramente que conseguiu infiltrar um espião em uma das forças-tarefas que estava lhe passando as informações.
 
Como o áudio não poderia ser cortado não houve margem para que o corporativismo pudesse salvar este procurador que teve de ser denunciado  em nome da prova maior que foi  gravar o Temer, que, aliás, nada faz diante de uma informção grave como esta.
 
É mesmo estranho, como claramente diz a ex-Ministra Eliana Calmon, que em meio a tantas sentenças, mudanças de leis, os membros do Judiciário tenham passado incólumes. 
 
É de estarrecer descobrir que alguém com confortável salário de procurador precisa trair o MP e vender informações. O humano é mesmo falível. 
 


César Oliveira LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje