Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 25 de setembro de 2018

Valdomiro Silva

Salve a Juazeirense, sensação do interior baiano, agora na Série C

17 de agosto de 2017 | 14h 37
Salve a Juazeirense, sensação do interior baiano, agora na Série C

Finalmente a Bahia vai ter um time do interior na Série C. Já teve antes, dois de uma só vez, mas na ocasião, os grandes da capital, Bahia e Vitória. O que marcou um período muito ruim, talvez o pior da história do futebol baiano. A dupla Ba-Vi descia a ladeira, da Série A a Série C. Para a Juazeirense, que deixa a quarta divisão nacional, a ascensão é motivo de muita festa, não poderia ser diferente.

O time de Juazeiro ocupa agora uma posição que é sonho de consumo do torcedor do Fluminense de Feira, o clube de futebol mais popular e tradicional do interior da Bahia. Mas não podemos nos queixar. Dentro de campo, a Juazeirense foi mais competente que a equipe de Feira, marcando três gols em pleno Joia da Princesa – pena, a defesa ter permitido, pois foi o que fez a diferença no confronto - no empate em 3x3 do primeiro jogo.

O Flu até teve uma boa postura no Adauto Moraes, no jogo de volta, mas o novo empate em 0x0 beneficiou o time da casa, que havia feito gols qualificados no primeiro confronto.

Veio o América do Rio Grande do Norte, adversário da Juazeirense. Time tradicional, campeão do Nordeste e acostumado a embates equilibrados contra equipes como Bahia, Vitória, Sport e Santa Cruz, os maiores da região, o time de Natal acabou engolido no jogo fora de casa: 3x0 para a Juazeirense. A vantagem foi importantíssima para a partida da volta, na Arena das Dunas, palco da Copa do Mundo no Brasil.

Com raça, a Juazeirense arrancou um empate em 1x1 e novamente beneficiado pela eficiência do seu ataque no primeiro dos confrontos mata-mata, selou a classificação.

A Bahia está longe da performance de outros estados, como Santa Catarina, que conta com  equipes nas séries A e B, mas deve comemorar essa classificação da Juazeirense. Ao Fluminense, que não lhe falte motivação. O time bateu na trave duas vezes, para também chegar a esse objetivo. Sinal de que pode chegar lá. É corrigir algumas deficiências, aprimorar a gestão – que vem melhorando, diga-se, nos últimos anos – e focar. Importante lembrar que o Flu de Feira já foi campeão da Série C! É possível.



Valdomiro Silva LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje