Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 18 de novembro de 2018

Cultura

Domingo tem Circula Beco com cinco atrações no Beco da Energia

13 de dezembro de 2017 | 17h 46
Domingo tem Circula Beco com cinco atrações no Beco da Energia
Neste domingo (17), a partir das 9 horas, o projeto Circula Beco vai levar muita alegria, música e arte ao emblemático espaço do Beco da Energia, no coração co Centro Comercial de Feira de Santana. A retomada da ação cultural contará com cinco atrações. 
 
Está confirmada a participação do cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista Julio Caldas. Dedicado aos instrumentos de corda, em especial guitarra, bandolim e a viola caipira, conquistou importantes premiações ao longo da carreira como o Troféu Dodô e Osmar (2015), o Prêmio da Música Brasileira (2012) e o Prêmio TIM de Música (2005). 
 
Criado em 2001, o grupo Capitão Corisco & Bando Virado no Mói de Coentro representa a autêntica cultura popular nordestina e também é uma das atrações do Circula Beco. Através dos ritmos do xote, xaxado, baião e maracatu, entre outros, a banda apresenta uma estética que induz o público a uma viagem aos costumes e modos do nosso povo.
 
Lado a lado, o DJ Don Maths e o músico, tatuador e artista visual Márcio Punk apresentarão um show especial, com muita música eletrônica experimental, com destaque para composições autorais releituras cheias de personalidade e criatividade. Punk é o idealizador das ações culturais promovidas no Beco da Energia, pelo Coletivo “O Beco é Nosso”, desde julho de 2015.
 
O domingo espacial do Circula Beco também contará com o grupo Samba Nego Ria, fundado em 1995, na cidade de Cachoeira, que tem o trabalho baseado no samba de Cabula ou samba de Angola e nos cantos iorubás. Além disso, o Maracatu Ventos de Ouro, grupo feminino de Maracatu de Baque Virado, de Salvador, tem presença confirmada no Beco. 
 
Idealizado pela musicista, produtora cultural e pesquisadora da cultura popular de matriz africana e afro-brasileira, Josy Garcia e pela batuqueira, cantora e pesquisadora da cultura popular nordestina, Cau Gonçalves.  O grupo busca difundir e fomentar o maracatu em Salvador e trazer à tona discussões sobre a mulher na sociedade, na arte, na cultura, e no maracatu de baque virado. 
 
Todas as atividades do projeto Circula Beco são financiadas pelo Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Cultura e do Governo do Estado da Bahia.
 


Cultura LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje