Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 20 de julho de 2018

Esporte

Bahia decepciona e perde para o Inter

15 de abril de 2018 | 21h 50
Bahia decepciona e perde para o Inter
Nico López marcou 2 gols (Foto: Flávio Florido)

 RESUMÃO

Valeu a pena para o torcedor colorado. Depois de um ano e meio, quem foi ao Beira-Rio ver a estreia do time na Série A do Brasileirão assistiu a um bom jogo do uruguaio Nico López, auxiliado por D’Alessandro, e a um triunfo sem sustos sobre o Bahia por 2 a 0. Nico entrou no lugar de Rossi, que sentiu uma lesão na coxa aos 10 minutos de jogo, e cumpriu as expectativas que são depositadas nele desde sua chegada ao clube. Abriu o placar aos 37 minutos, de cabeça, e fechou a conta após ótimo toque de Edenílson, no começo da etapa final.

 

  • PRIMEIRO TEMPO

Foi um primeiro tempo bastante morno no Beira-Rio, apesar do gol de Nico López. O Colorado começou em ritmo lento, e o Bahia ainda mais, claramente satisfeito em segurar o empate sem gols. Aos poucos, o time da casa foi tomando as rédeas do jogo, ficou com a posse de bola - terminou com índice de 60% - e criou. Nico López, que entrou aos 11 minutos no lugar do lesionado Rossi, foi quem teve a primeira chance, em um chute para fora após a sobra da zaga. Moledo também teve boa ocasião, em cabeçada para cima, até que, aos 37, saiu o gol: D’Alessandro começou a jogada, tocou para Patrick, e o meia cruzou na cabeça de Nico, 1 a 0. Ainda houve outra boa ocasião com D’Ale, numa sobra de saída do goleiro Douglas contra William Pottker.

 

  • SEGUNDO TEMPO

O Bahia colocou o garoto Júnior Brumado, de mais de 1,90m, para tentar incomodar mais a defesa colorada, mas a verdade é que quem chegou mais foi o Inter. Aos nove, D’Alessandro recebeu de Fabiano e chutou perto da trave direita. Pouco depois, foi a vez de Nico López chutar da entrada da área e quase marcar. Mas a tarde era do uruguaio, e aos 15 ele tabelou com Edenílson, saiu na cara do gol e ampliou o placar. Depois, houve pouco jogo, com o Inter satisfeito com a vantagem e o Bahia sem forças para reagir.

 

  • VETERANO

D’Alessandro foi o comandante do meio de campo do Inter. O aniversariante do domingo, que completa 37 anos, foi homenageado antes do jogo, e retribuiu com grandes passes e ótima visão de jogo. Ele começou o lance que terminou com o gol de Nico López, e teve outras boas chances, especialmente aos nove da etapa final, quando chutou torto na cara do gol. Para completar, saiu aplaudido de pé pelo torcedor nos minutos finais.

 

)

  • DESENCANTOU

Nico López entrou aos 11 minutos do primeiro tempo e, enfim, teve uma atuação no nível de que se esperava dele, desde sua chegada ao Beira-Rio, em 2016. Artilheiro do time na temporada passada, o uruguaio se movimentou, apareceu bem na frente e marcou duas vezes, o que lhe deu a condição de cara do jogo. A expectativa é se, agora, o camisa 7 vai manter uma regularidade como titular.

 

  • DECEPÇÃO

O Bahia veio ao Beira-Rio com a condição de campeão baiano, depois de triunfar duas vezes na decisão com o rival Vitória. Porém, pouco fez: o ataque baiano não conseguiu criar nada, o meio campo foi superado pelo Colorado e o Bahia acabou a partida sem chegar, com real perigo, nenhuma vez.

  • AGENDA

O Inter volta a campo no próximo domingo, com uma pedreira pela frente: visitará o Palmeiras, em São Paulo, às 16h. Um dia antes, no sábado, o Bahia joga em casa diante do Santos, às 16h.

( Informações do G1)



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje