Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 23 de setembro de 2018

Esporte

Bahia deixa escapar vitória no minuto final

13 de maio de 2018 | 20h 09
Bahia deixa escapar vitória no minuto final
Edigar Junior

Com as derrotas de Palmeiras, Flamengo e Vasco, o São Paulo se tornou o único invicto do Campeonato Brasileiro de 2018, durante a tarde deste domingo. Jogando na Arena Fonte Nova, o time dirigido por Diego Aguirre arrancou um empate por 2 a 2 diante do Bahia, graças a gol de Shaylon nos acréscimos do segundo tempo, em duelo válido pela quinta rodada do torneio nacional.

Décimo colocado na tabela, com sete pontos ganhos, o Tricolor paulista obteve o seu quarto empate consecutivo na competição e segue sem vencer como visitante. O Bahia, por sua vez, caiu para a 16ª posição, com cinco pontos.

Na próxima rodada, o time do Morumbi tentará retomar o caminho das vitórias na Série A no clássico contra o Santos, no domingo, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi. Um dia antes, a partir das 21 horas, os baianos visitarão o Palmeiras, no Allianz Parque.

 

 

Com gols de Tréllez e Shaylon, o São Paulo buscou empate em Salvador (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

 

 

O Jogo – Buscando ter a posse de bola, o São Paulo iniciou com Lucas Fernandes entre os titulares. Outra mudança no meio foi a entrada de Hudson na vaga de Petros, que ficou como opção no banco. Na frente, Tréllez substituiu o lesionado Diego Souza. Assim, o time visitante começou ligeiramente melhor, trocando passes no campo do Bahia.

Mas um pênalti desnecessário mudou o cenário da partida aos 11 minutos. Após Hudson derrubar Zé Rafael dentro da área mesmo com a cobertura da zaga, Edigar Junio bateu rasteiro no canto direito de Sidão, que chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol da equipe nordestina.

O gol deixou o jogo aberto, e o Bahia quase ampliou a vantagem pouco depois. Após cruzamento pela direita, Zé Rafael chutou de primeira, de esquerda, e acertou a trave. O São Paulo respondeu com boa jogada individual de Lucas Fernandes, que arrancou pelo meio e deixou Nenê na cara do gol. O meia tirou do arqueiro, mas se atrapalhou com a bola e foi travado na hora do arremate.

Nenê, contudo, se redimiu pouco depois. Aos 30 minutos, após receber passe de Hudson, o camisa 7 tocou por cima da zaga e encontrou Tréllez na área. O colombiano, com a bola ainda no ar, bateu de primeira, sem chances para Douglas, anotando o seu terceiro gol com a camisa do São Paulo.

Em uma nova falha do sistema defensivo são-paulino, os donos da casa retomaram a liderança no placar ainda antes do intervalo. Aos 38 minutos, após lançamento, Élber tocou de cabeça, e Edigar Junio finalizou de primeira. A bola desviou em Bruno Alves e enganou Sidão.

Sem alterações, o São Paulo voltou para a etapa final com a marcação alta e pressionando a saída de bola do Bahia. Logo aos seis minutos, Lucas Fernandes pegou rebote de cruzamento e bateu de chapa, de primeira, tirando tinta da trave esquerda de Douglas.

Em busca do empate, Aguirre promoveu as entradas de Régis, Valdívia e Shaylon nos lugares de Militão, Lucas Fernandes e Shaylon, respectivamente. Apesar do duelo ter ficado mais faltoso e com poucas chances para ambos os lados, uma das alterações funcionou nos acréscimos do confronto.

Aos 47 minutos, logo depois de Sidão ter evitado o terceiro gol do Bahia em chute à queima-roupa, Shaylon arriscou de fora da área e acertou o ângulo do goleiro Douglas, dando números finais à partida.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 2 SÃO PAULO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Helcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Público: 20.847 pagantes
Renda: R$ 529.597,50
Cartão Amarelo: Élber, Everson, Gregore, Elton e Lucas Fonseca (Bahia); Arboleda, Everton e Régis (São Paulo)
Cartão Vermelho: –
Gol:
BAHIA: Edigar Junio, aos 11, e aos 38 minutos do primeiro tempo
SÃO PAULO: Tréllez, aos 30 minutos do primeiro tempo, e Shaylon, aos 47 minutos do segundo tempo

BAHIA: Douglas Friedrich; João Pedro, Everson, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Vinícius (Régis), Zé Rafael e Élber (Mena); Edigar Junio (Kayke)
Técnico: Guto Ferreira

SÃO PAULO: Sidão; Militão (Régis), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Hudson, Lucas Fernandes (Valdívia) e Nenê (Shaylon); Everton e Tréllez
Técnico: Diego Aguirre

Fonte: Gazeta esportiva


Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje