Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sábado, 22 de setembro de 2018

Valdomiro Silva

Flu quebra recordes com goleadas e busca primeiro lugar

25 de maio de 2018 | 19h 21
Flu quebra recordes com goleadas e busca primeiro lugar

Não tenho estatísticas, mas o Fluminense de Feira, ao  vencer os quatro últimos jogos aplicando goleadas, todas marcando quatro gols nos adversários, quebra recordes. Talvez não apenas do próprio clube.

Foram triunfos contra Flamengo de Arco Verde – Pernambuco (5x0 dia 29 de abril e 4x0, dia 20 de maio) e Murici (4x1 dia 5 de maio e 4x0 dia 13).  São 17 gols feitos, um contra, apenas. Números impressionantes.

Certamente, em um campeonato nacional, seja Série A, B, C ou D, que o time feirense disputa, nenhuma outra equipe conseguiu esta façanha em quatro partidas consecutivas. É mesmo caso para pesquisar.

No Nordeste, com toda a certeza não há precedente, nos estaduais ou na copa regional. Talvez só o Santos de Pelé tenha realizado este feito, no Paulistão.  Fica o desafio para o jornalista Cristiano Alves pesquisar. Ele  é bom nisso.

Parabéns ao Touro, então, time dirigido pelo técnico Evandro Guimarães. Alguém dirá que os adversários batidos por goleadas seriam frágeis. Sim, creio que sim.  Mas mesmo assim, é algo que impressiona. E é um recorde em competições nacionais.

Neste domingo, teremos um jogo importante. No Joia, o Flu precisa de um empate para garantir o primeiro lugar no grupo. Mas o bom é vencer, para somar mais três pontos, melhorar ainda mais a sua campanha e tirar proveito disso nas fases vindouras da competição.

Feira de Santana, com o Fluminense, vem se aproximando da Série C. Em 2016 e 2017, o Flu, na disputa da Série D, andou perto de chegar entre os quatro. Pelo andar da carruagem, este ano também o time vai brigar pelo acesso.

É botar os pés no chão, entender que as goleadas recentes valem apenas os pontos conquistados e que o campeonato, na verdade, ainda não começou. Pra valer, é mais adiante, a partir da etapa  mata-mata.

Nesse momento futuro é que os confrontos colocam frente a frente as melhores equipes. O caminho parece curto, mas é tortuoso. Além de algumas competitivas equipes nordestinas, tem as de São Paulo, Rio, Minas e Rio Grande do Sul, sempre bem estruturadas.

O tricolor de Feira tem camisa e tradição. Pode, sim, encarar esses adversários com personalidade. Portanto, avante Fluminense. A torcida, que tem comparecido timidamente, vença a greve dos caminhoneiros e vá apoiar o seu time, que ele merece.

 



Valdomiro Silva LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje