Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 21 de setembro de 2018

Bahia

Morre em Salvador, aos 85 anos, o construtor de trios elétricos Orlando Tapajós

17 de junho de 2018 | 21h 28
Morre em Salvador, aos 85 anos, o construtor de trios elétricos Orlando Tapajós
Foto: Reprodução
O construtor de trios elétricos, um dos principais nomes do carnaval de Salvador, Orlando Tapajós, morreu, aos 85 anos, na madrugada deste domingo (17), segundo informações do presidente da Associação Baiana de Trios Independentes (ABTI), por meio do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar).
 
Tapajós estava internado desde a última terça-feira (12) no Hospital Tereza de Lisieux, após sofrer um infarto, segundo informações da assessoria da unidade de saúde. Ainda não há detalhes sobre sepultamento.
 
Por meio de nota, o presidente da ABTI lamentou a morte de Tapajós. "A ABTI e toda comunidade carnavalesca está de luto e lamenta profundamente a perda do grande carnavalesco e ícone da história da Bahia e do Brasil", disse Paulo Leal.
 
Orlando Tapajós foi responsável pela revolução estética no trio elétrico. Foi ele quem montou, pela primeira vez, a estrutura que deu origem ao modelo atual do trio com a Caetanave. Ela saiu pela primeira vez em 1972, no carnaval de Salvador, para homenagear Caetano Veloso, que estava voltando do exílio em Londres durante a ditadura militar.
 
Tapajós foi homenageado no carnaval de 2015, em Salvador, e no ano de 2016 um circuito do carnaval da capital baiana ganhou o nome dele. O circuito Orlando Tapajós compreende o trecho do Clube Espanhol ao Farol da Barra, no contrafluxo do circuito Barra-Ondina (Dodô). O circuito fica em operação durante as festas pré-carnavalescas como o Pipoco e Furdunço.


Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje