Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 19 de setembro de 2018

Mundo

Pai de Michael Jackson o teria castrado quimicamente, diz médico

12 de julho de 2018 | 09h 42
Pai de Michael Jackson o teria castrado quimicamente, diz médico
Michael Jackson e seu pai, Joe Jackson.

Mesmo após a morte de Joe Jackson, as polêmicas envolvendo o cantor Michael Jackson e o seu pai não param de vir à tona. O médico do astro do pop, Conrad Muray declarou ao portal The Blast que Michael foi “castrado quimicamente” por Joe para manter a “voz estridente”.

“A crueldade expressada por Michael que ele havia vivido nas mãos de seu pai, particularmente o mau tratamento e, além disso, o fato de que ele foi castrado quimicamente para manter sua voz estridente, está além das palavras”, disse Muray.

O ex-cardiologista ficou preso por dois anos condenado por homicídio involuntário por administrar uma overdose de properol ao artista falecido em 2009. Ele detona Joe, a quem concede o título de “um dos piores pais da história”.

Muray já havia falado sobre a castração química imposta por Joe em seu livro escrito em 2016, que conta a sua relação com Michael Jackson. Ele acusa o pai dos “Jackson Five” de obrigar Michael a tomar injeções de hormônio aos 12 anos para curar a acne e impedir que a sua voz mudasse.

“Espero que Joe Jackson encontre a redenção no inferno”, disse o ex-cardiologista em vídeo, dias após a morte de Joe de câncer no pâncreas, aos 89 anos.

Em vida, Michael já havia relatado o comportamento agressivo do seu pai. “Ele jogaria e bateria em você o mais forte que pudesse”, disse a estrela pop em 2003, no documentário “Vivendo com Michael Jackson”.

FONTE: Bahia.Ba



Mundo LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje