Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 20 de setembro de 2018

Bahia

Homem que morreu atropelado por caminhão preparava aniversário de um ano do filho: 'Era pai presente'

17 de julho de 2018 | 14h 33
Homem que morreu atropelado por caminhão preparava aniversário de um ano do filho: 'Era pai presente'
Foto: Reprodução
"Muito presente, carinhoso e apaixonado pelo filho". É assim que Silvana Conceição, 32 anos, lembra de Elinaldo Gonçalves, ex-companheiro e pai do filho dela. Elinaldo foi uma das vítimas atropeladas por um caminhão desgovernado na manhã desta terça-feira (17), na entrada do bairro do Trobogy, em Salvador. Além dele, uma mulher também morreu e cinco pessoas ficaram feridas.
 
Silvana esteve na na delegacia do bairro de Pau da Lima, onde o motorista do caminhão, Maurício Costa, foi ouvido. Ao G1 ela disse que Elinaldo estava, junto com ela, preparando o aniversário do filho deles, uma criança de 11 meses, que vai completar um ano no dia 26 deste mês. O menino é o único filho de Elinaldo.
 
"A festa seria dia 28 [de julho]. A gente organizou tudo junto. Ele estava esperando ansiosamente por essa festa. Quando ele soube que ia ser pai, ficou super contente porque Silas [a criança], foi um presente de Deus nas nossas vidas. Ficamos juntos por cerca de um ano e logo ganhamos esse presente. A gente não estava mais junto, mas ele sempre ia visitar o filho nos dias de folga", disse Silvana.
 
A dona de casa disse, inclusive, que a criança viu o pai pela última vez na noite de segunda-feira (16). "Ele folgou e foi ver o filho. Na hora que ele foi embora o menino chorou. Eu olho meu filho e fico pensando que ele não tem nem um ano e já perdeu o pai. É muito triste", lamentou.
 
Duas pessoas morreram e cinco ficaram feridas após o motorista de um caminhão invadir um posto de combustíveis na manhã desta terça-feira, na Avenida Aliomar Baleeiro, na entrada do Trobogy, em Salvador.
 
A primeira vítima foi Elinaldo Gonçalves, de 48 anos, que morreu ainda no local do acidente. Já o segundo óbito foi registrado no Hospital do Subúrbio. Vanessa Brito Santos, de 28 anos, foi encaminhada à unidade de saúde com uma fratura no fêmur e passaria por uma cirurgia, mas não resistiu.
 
Outras cinco vítimas continuam internadas em três hospitais da capital baiana: Hospital Municipal de Salvador e Eládio Lasserre e Hospital Geral do Estado (HGE). Três adolescentes de 16 anos e uma mulher de 26 anos.
 
Não foram divulgadas informações sobre o 5º ferido. Segundo Ivan Paiva, coordenador do Samu, essa pessoa pode ter sofrido ferimentos leves e por isso não há registro de atendimento pelo Samu.
 
De acordo com a Transalvador, ao invadir o posto de combustíveis, o caminhão atropelou as vítimas e ainda destruiu parte da estrutura do estabelecimento.
 
Maurício Santos Costa, que dirigia o caminhão, prestou depoimento na manhã desta terça-feira, na 10º Delegacia Territorial (DT/Pau da Lima) e, em seguida, foi liberado.
 
"Ao fazer a conversão da direita para a esquerda fui alertado pelo ajudante [que estava com ele no veículo] de que vinha um carro no meu sentido: 'rapaz, rapaz olha aí'. Quando tentei segurar o caminhão para voltar para a direita, eu não consegui fazer a manobra, atingindo o ponto de ônibus. Tentei frear para segurar o veículo, mas não consegui porque o carro já foi descendo para área do posto. Quando desci do carro fui olhar o que tinha acontecido e vi as pessoas caídas", disse o condutor.
 
"Não vi a pessoa morta. A primeira pessoa que vi foi uma adolescente de farda azul. Eu entrei em desespero. Até o momento eu não sabia que tinha uma pessoa morta", disse Maurício. O ajudante dele também foi ouvido pela polícia.
 
Segundo a delegada Ana Paula, que ouviu o motorista, ele permaneceu no local do acidente até ser conduzido à delegacia, sem qualquer resistência. "A reação que ele teve depois do acidente foi se ajoelhar. Ele foi abraçado pela comunidade, um casal ajudou ele, tentou acalmá-lo, porque ele estava em choque depois que percebeu a situação", disse a delegada.
 
O delegado Antônio Fernando, que é o titular da delegacia, informou também que Maurício chegou à delegacia em estado de choque. "Já solicitamos as imagens do local para comprovar o que foi dito aqui. Tudo indica que foi um acidente, ele deve responder por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). Foi um acidente de trânsito, não houve intenção", disse o delegado.
 
Após o depoimento, Maurício foi conduzido até o hospital para receber atendimento médico. Ele tinha carteira de habilitação do tipo D há sete anos, e trabalhava há um mês conduzindo o caminhão envolvido no acidente.
 
Segundo a polícia, os feridos no acidente ainda serão ouvidos e câmeras de segurança da região serão analisadas.

FONTE: G1



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje