Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 15 de novembro de 2018

Bahia

Primeira audiência entre empresa e sobreviventes da tragédia em Mar Grande termina sem acordo

07 de agosto de 2018 | 08h 11
Primeira audiência entre empresa e sobreviventes da tragédia em Mar Grande termina sem acordo
Foto: Divulgação / Alberto Maraux / SSP-BA

A primeira audiência de conciliação entre a empresa CL Transporte Marítimo, proprietária da embarcação Cavalo Marinho I e familiares de vítimas e sobreviventes da tragédia de Mar Grande, terminou sem acordo entre as partes, nesta última segunda-feira (6).

Três sobreviventes do naufrágio e as famílias de duas vítimas, que movem processo contra a empresa por meio da Defensoria Pública do Estado (DPE), estavam reunidas. O réu, Lívio Garcia Galvão Júnior, dono da empresa, não compareceu à audiência e terá 15 dias para apresentar a sua defesa.

Os representantes do réu que estavam presentes, alegaram que precisavam reunir os valores indenizatórios pedidos pelas famílias; cinco fizeram o pedido via Defensoria Pública em Salvador, outras 23 moveram ação por meio da Defensoria Pública de Mar Grande.

As famílias e vítimas que movem a ação por meio da DPE em Salvador reivindicam indenização por danos morais, com valores variando ente R$ 100 e R$ 200 mil, cada um, e por danos materiais, chegando à 6 mil.

Uma nova audiência entre as partes será marcada somente após a CL Transporte Marítimo apresentar a sua defesa.

19 pessoas morreram no acidente, que completará 1 ano no dia 24 de agosto.



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje