Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 21 de setembro de 2018

Política

DEM injeta R$ 2,5 milhões na campanha de Zé Ronaldo e aguarda competitividade para aumentar repasses

17 de agosto de 2018 | 09h 08
DEM injeta R$ 2,5 milhões na campanha de Zé Ronaldo e aguarda competitividade para aumentar repasses
Foto: Wagner Souza

O presidente nacional do Democratas e prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou que o partido fará a primeira transferência de recursos do fundo partidário aos seus candidatos na próxima segunda-feira (20). Para Zé Ronaldo, postulante da sigla na Bahia ao cargo de governador, caberá o montante inicial de R$ 2,5 milhões - piso previsto aos candidatos a governador e que pode chegar a R$ 6,5 milhões.

"A variação para majorar esse valor vai decorrer de dois critérios: tamanho da população e eleitorado do estado e da viabilidade eleitoral do candidato. Vamos mesclar esses dois critérios, eu dei peso a cada situação e vamos acompanhar", afirmou ACM Neto na chegada ao debate da Band na noite desta quinta-feira (16).

"Se não combinar os dois critérios, não chegará ao teto de seis milhões", sentenciou, ao admitir que o correligionário "ainda não" reúne tais credenciais.

"Zé Ronaldo larga com R$ 2,5 milhões. Eu acredito que, com o crescimento dele nas pesquisas, vai ser majorado pela intenção de votos [...] Vou fazer pesquisa no Brasil inteiro e aqueles candidatos a governador que chegarem na reta final competitivos, como acredito que Zé Ronaldo vai chegar, pode ir até esse teto de R$ 6 milhões".

Neto detalhou que o Democratas definiu o piso de R$ 500 mil para candidato ao Senado e o teto de R$ 1,5 milhão. "Vai ser aos poucos. Não vou repassar todo recurso de uma vez só. Vão ser feitos gradativamente de acordo com a dinâmica da eleição. Ninguém vai receber a integralidade do recurso no começo da campanha".

Sem candidato próprio à Presidência da República, o DEM aposta suas fichas no candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, mas o apoio não será em forma de dinheiro do fundo partidário.

"Gostaria de ter recurso para isso, mas não tenho, infelizmente", acrescentou Neto.

FONTE: Bnews



Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje