Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 24 de setembro de 2018

Geral

IBGE faz primeira prova piloto em áreas de comunidades tradicionais, para Censo 2020

Da Redação - 17 de agosto de 2018 | 18h 38
IBGE faz primeira prova piloto em áreas de comunidades tradicionais, para Censo 2020
Foto: Reprodução

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizará, entre os dias 20 de agosto e 6 de setembro, a primeira prova piloto do questionário temático do Censo 2020, que traz perguntas específicas para indígenas, quilombolas e outros povos e comunidades tradicionais.

De acordo com o IBGE, a aplicação do questionário ocorrerá em 12 estados: Acre, Amapá, Rondônia, Maranhão, Ceará, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Com essa atividade, o Instituto pretende dar seguimento ao compromisso de fornecer informações cada vez melhores sobre povos e comunidades tradicionais, em conformidade com o Decreto nº 8.750 de 2016. Além do refinar o método de identificação de povos indígenas, o Censo 2020 pretende incluir as comunidades quilombolas através de uma questão de pertencimento específica, a ser testada nessa prova piloto.

O teste vai aferir diversos aspectos do questionário do Censo 2020, em especial do bloco de perguntas sobre identificação étnico-racial. Conforme o IBGE, esse bloco de perguntas é espacialmente controlado e sua aplicação é restrita às áreas indígenas e quilombolas. A prova piloto conta com orientação do Grupo de Trabalho de Povos e Comunidades Tradicionais, integrado por servidores do IBGE lotados no Rio de Janeiro, Roraima e Maranhão.

Segundo o Instituto, os preparativos vêm sendo feitos há alguns meses e envolveram diversas visitas a aldeias indígenas e comunidades quilombolas, oportunidades em que foram feitos testes dos aplicativos carregados no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC), elaborados pela Diretoria de Informática do IBGE, especificamente para as atividades nessas áreas especiais.

O IBGE informou ainda que, durante o teste, também serão observados aspectos do entorno dos agrupamentos indígenas e as características geográficas das áreas visitadas. Essas informações serão consolidadas na base territorial do Censo 2020 e servirão de orientação aos recenseadores.



Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje