Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 20 de novembro de 2018

Cultura

Projeto Palco Giratório traz a Feira de Santana o espetáculo ‘Clake’, do Circo Amarillo; trupe também ministrará oficina

Ísis Moraes - 18 de agosto de 2018 | 14h 13
Projeto Palco Giratório traz a Feira de Santana o espetáculo ‘Clake’, do Circo Amarillo; trupe também ministrará oficina

Criado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), através de sua divisão de Difusão e Intercâmbio de Artes Cênicas, o Projeto Palco Giratório traz a Feira de Santana, nessa 3ª etapa de apresentações, o Circo Amarillo. A trupe encenará o espetáculo “Clake”, gratuitamente, neste domingo (19), a partir das 14h30, no auditório do Sesc Tomba, que está situado na Rua Guaratatuba, 345.

Formado na Argentina e sediado em São Paulo, o Circo Amarillo vem desenvolvendo, desde 1997, uma pesquisa diferenciada com base na figura do palhaço excêntrico musical, através de espetáculos em lona, teatro e rua. No repertório da trupe, espetáculos de sucesso, como “Café Concerto”, “Experimento Circo”, “Risos” e “Clake”.

Dirigido por Domingos Montagner, “Clake”, que tem figurinos de Dani Garcia, produção de Márcia Nunes e fotografia de Paulo Barbuto, estreou em 2012, por meio do Edital do Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo (Proac), e se caracteriza por ser um espetáculo cômico que transita entre ocirco tradicional e o contemporâneo.

No enredo, dois personagens se juntam e dão vida a uma série de números circenses, com a linguagem popular do circo de rua. Risco, surpresa, imaginação e cumplicidade com o público geram uma química união entre crianças e adultos, fazendo de “Clake” uma interessante experiência de sonoridades e circo, que diverte o público de todas as idades.

O espetáculo, que tem classificação livre é aberto ao público em geral, evidencia o trabalho da dupla Marcelo Lujan e Pablo Nordio como palhaços excêntricos musicais. E traz sequências de gags clássicas combinadas com a linguagem contemporânea dos atores, o que resulta em um show de palhaçaria cômica física e musical.

OFICINA – O Circo Amarillo, ainda dentro da programação do Palco Giratório, também ministrará a oficina “Arte da Palhaçaria”, na próxima segunda-feira (20), das 8 às 16 horas, no Sesc Tomba. A atividade é voltada a artistas cênicos profissionais e em formação e trabalha a introdução à arte da palhaçaria, história e os movimentos artísticos que conduzem à vida do palhaço.

A oficina, que tem inscrições gratuitas, também abordará temas relacionados à dramaturgia circense e à metalinguagem contemporânea. Através de jogos que estimulam a criatividade e deixam o ser mais sútil e perceptível, a trupe promove o contato com a arte da palhaçaria, que pode ser utilizada em vários contextos: música, teatro, dança e circo.

PALCO GIRATÓRIO – Com 625 apresentações artísticas e mais de 1.600 horas de oficinas previstas para 2018, o Palco Giratório se consolida como a maior ação do gênero no Brasil. Ao longo de 2018, as atividades terão lugar em 132 cidades, de 26 estados e Distrito Federal, trazendo uma programação caracterizada pela diversidade de expressões, qualidade de espetáculos e ações formativas com grupos das cinco regiões brasileiras. A proposta do projeto é destacar questões presentes na contemporaneidade, por meio da arte.

Nessa 21ª edição, o Circuito Especial do Palco Giratório destaca o circo, e tem como homenageado o Palhaço Biribinha. Patrimônio Vivo da Cultura Alagoana, Teófanes Antônio Leite da Silveira tem um bonito histórico de engajamento e resistência para com as artes circenses no Brasil.

Os interessados podem obter mais informações através do site www.sescbahia.com.br.



Cultura LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje