Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 15 de novembro de 2018

Segurança

Suspeito de liderar facção criminosa e de envolvimento em 150 homicídios é preso com esposa

02 de setembro de 2018 | 10h 37
Suspeito de liderar facção criminosa e de envolvimento em 150 homicídios é preso com esposa
Foto: SSP
Um homem suspeito de envolvimento em ao menos 150 homicídios ocorridos em um período de cinco anos na Bahia e de liderar uma facção criminosa que atuava na região sudoeste do estado foi preso junto com a esposa durante uma operação da polícia na tarde de sábado (1º).
 
Willian Santos Alves, de 36 anos, conhecido como 'Nem Bomba', era considerado um dos cinco traficantes mais procurados do estado, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).
 
Segundo a polícia, o suspeito estava sendo acompanhado desde a semana passada, quando estava escondido no Espírito Santo. Ele e a esposa, Jaqueline da Silva Carvalho, de 24 anos, decidiram ir para a cidade pernambucana de Vitória de Santo Antão, onde foram presos neste sábado.
 
A SSP informou que ambos tinham mandados de prisões expedidos, mas não informou por quais crimes Jaqueline responde.
 
O órgão informou que Willian foi autor direto e indireto dos, pelo menos,150 homicídios, todos ocorridos no município de Vitória da Conquista e região. Além disso, conforme os investigadores, a quadrilha liderada pelo suspeito é reponsável também por roubos a bancos.
 
Willian chegou a ser preso em 2013, mas deixou a cadeia em 2016 para responder em liberdade provisória. Conforme a polícia, no entanto, desde que deixou a cadeia, o homem permaneceu determinando as ações da facção e se escondendo em outros estados.
 
Em maio deste ano, segundo a SSP, ele roubou R$ 400 mil de um carro-forte, no Shopping Vila Velha, no Espírito Santo.
 
A ação que localizou o suspeito e a esposa foi realizada de forma conjunta pelas polícias da Bahia, de Pernambuco e do Espírito Santo. Com mandados na Bahia e no Espírito Santo, as secretarias da Segurança Pública dos dois estados vão definir onde ele vai ficar preso.


Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje