Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 15 de novembro de 2018

César Oliveira

Racismo não tem lado

Cesar Oliveira - 07 de novembro de 2018 | 17h 42
Racismo não tem lado

“ Negão do Bolsonaro” “ escravo da Casa Grande”, “ lambedor de coturno do capitão” foram os termos que o racista Marcelo D2 usou a respeito do deputado Helio Bolsonaro, militar, eleito com a maior votação do Rio.

Vez por outra, vaza, em declarações, o real sentimento e a intolerância que alguns agentes da esquerda tem com quem não compõe seu figurino impositivo , nem come, de forma escrava, na sua senzala ideológica.

Não há, nesses intolerantes, nenhum respeito pela divergência e direito de escolha, pilar fundamental da democracia. Aos que não rezam na cartilha cabe a agressão, a tentativa de desmoralização, em ato de pura soberba e totalitarismo, sustentado em uma superioridade moral inexistente.

O ataque bestial, rasteiro, ferozmente racista, indigno, de Marcelo D2, apenas expõe a instrumentalização que certa parte da esquerda faz dos indivíduos, tornando-os meros objetos de um discurso oportunista, na luta pelo poder.

Aos negros que desobedecem, Marcelo D2, como um capitão do mato, não hesita em condenar ao Pelourinho.



César Oliveira LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje