Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 25 de agosto de 2019

Segurança

Força Nacional será retirada progressivamente do Ceará, diz secretário de segurança

05 de fevereiro de 2019 | 14h 43
Força Nacional será retirada progressivamente do Ceará, diz secretário de segurança
Foto: Isaac Amorim/MJSP
O secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, afirmou nesta terça-feira (5) que as tropas da Força Nacional serão retiradas "progressivamente" a partir desta semana do Ceará.
 
A atuação da Força Nacional no estado completou 31 dias nesta terça. Atualmente, 420 policiais e 93 viaturas estão no estado em força tarefa para combater a onda de violência que se estende desde o início do ano.
 
O secretário não detalhou datas nem a quantidade de policiais que deixarão o estado nos próximos dias, mas afirmou que o cronograma deve durar entre "um e dois meses".
 
"Progressivamente nós vamos retirar a Força Nacional do estado do Ceará, em torno de um mês, dois meses, ai a gente vai sentindo a medida que o tempo vai passando se os ataques podem retornar ou não", explicou Theophilo.
 
De acordo com o secretário, o declínio dos ataques começou após a transferência de presos para presídios federais. Ao longo desses 31 dias de atuação da Força Nacional, 35 presos foram transferidos do Ceará para unidades prisionais de outros estados.
 
"Nós retiramos 20 lideranças do Guardiões do Estado (GDE) e Comando Vermelho, colocamos no presídio federal de segurança máxima em Mossoró, e com isso deu uma acalmada, começou realmente o declínio dos ataques", explicou.
 
Desde o dia 2 de janeiro, quando começaram as ações criminosas, ocorreram 261 ataques contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios em 50 dos 184 municípios cearenses.
 
As ações começaram em Fortaleza e se espalharam para a Região Metropolitana e diversas cidades do interior. A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 461 pessoas já foram detidas por envolvimento nas ações criminosas.
 
Foram 26 dias seguidos de ataques criminosos no estado. Após a série seguida de violência, o Ceará não registrou nenhuma ação criminosas na segunda-feira (28), de acordo com o Governo do Estado. No entanto, bandidos voltaram a incendiar veículos no dia 29 de janeiro.
 
Depois disso, o Ceará ficou cinco dias sem ataques criminosos, mas após a trégua, um caminhão com trigo foi incendiado em Fortaleza, na madrugada de segunda-feira (4).

FONTE: G1



Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje