Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 20 de setembro de 2018

Segurança

Mãe nega ter recebido dinheiro em troca de bebê

03 de fevereiro de 2015 | 08h 55

A criança foi entregue a um casal que supostamente teria pago R$5 mil

Mãe nega ter recebido dinheiro em troca de bebê
Vanessa Sena Alves, 33 anos, mãe biológica do recém-nascido que foi entregue de maneira irregular a um casal na última quinta-feira (29), compareceu na tarde desta segunda-feira (2) no Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho, em Feira de Santana, para prestar depoimento sobre a entrega de sua filha recém-nascida ao casal Hailton Cerqueira Chagas, 39 anos, e a esposa Nocilia de Souza Rocha, 40 anos.
 
Vanessa esteve na delegacia na sexta-feira (30), após a prisão em flagrante do casal, mas foi orientada a se apresentar nesta segunda. Ela afirmou que não recebeu dinheiro nenhum pela entrega do bebê. Segundo a denúncia, o casal, que já foi liberado do Conjunto Penal de Feira de Santana desde domingo (1), pagaria R$ 5 mil pela criança, uma menina de uma semana de vida.
 
“Dei porque eu quis e não tinha condições nenhuma de cuidar da criança. Eu não joguei no lixo, não fiz nada demais. Eu preferi dar para uma pessoa que tinha condições melhores que eu. Agora me diga onde foi que eu errei em dar essa criança. Eu estou aqui (na delegacia) porque não tenho nada a esconder. Não matei, nem maltratei. Agora muitas mães que não podem criar não vão dar porque ficarão com receio. Agora estão fazendo um abismo com isso”, declarou Vanessa informando que o bebê foi entregue a um parente de Hailton através de duas irmãs dela.
 
A menina está internada no berçário do Hospital Estadual da Criança (HEC). Segundo o hospital, o quadro dela é estável, e ainda não tem previsão de alta. Ainda segundo o hospital, ela passa por um tratamento para icterícia (popularmente conhecida como amarelão), sem maiores complicações.
 
Vanessa tem outros filhos e é de Feira de Santana, mas deu à luz ao bebê prematuro no estado do Ceará. De acordo com a delegada Klaudine Passos, a denúncia foi feita pela Polícia Federal, e a Polícia Civil recebeu a determinação do coordenador regional para que fosse feita uma investigação, de imediato, acerca de um casal que estaria com um recém-nascido da cidade de Fortaleza e que teria sido retirado da cidade após ser comprado por 5 mil reais.
 
A delegada afirma que o Conselho Tutelar também já tinha recebido a denúncia e que quando a polícia chegou à casa do casal, o Conselho já tinha retirado o bebê, minutos antes.
 
Durante o interrogatório, Vanessa disse que o pai da menina não sabia da gravidez. “Ela engravidou em maio, soube da gravidez em outubro e, escondendo a gravidez dos familiares, teria ido para a cidade de Fortaleza (CE) para visitar os outros filhos que tem, um de 2 anos, um de 1 e outro de três, que moram com o pai. Lá ela permaneceu e mantinha contato com uma colega dela que era diarista da intermediadora. Enquanto mantinha esse contato, esboçou o desejo de passar a criança para outra família e a intermediadora providenciou o transporte para que ela voltasse para Feira. Teve a criança em Fortaleza, segundo ela, e no dia 30 de janeiro ele chega e concretiza as tentativas com a intermediadora que entregou a criança para o casal adotar”, disse a delegada.

FONTE: Acorda Cidade



Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje