Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 23 de agosto de 2019

Brasil

Maior fraudadora da história do INSS não responderá a novo processo

19 de julho de 2019 | 09h 24
Maior fraudadora da história do INSS não responderá a novo processo
Foto: Reprodução/ RecordTV

Os desembargadores da 1ª Turma Especial do TRF2 decretaram, em decisão unânime, a prescrição da possibilidade de Jorgina de Freitas responder a qualquer novo processo relativo ao desvio de R$ 1,2 bilhão do INSS, em 1992, afirmou o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Jorgina, a maior fraudadora da história do INSS, foi presa em 1997 e está em liberdade desde 2010. Apesar de já ter cumprido pena por apropriação indébita, ela ainda poderia ser processada por outros crimes, caso a Justiça da Costa Rica autorizasse.

Como foi presa no país caribenho, a carta de extradição afirmava que Jorgina só poderia ser processada novamente com o aval costarriquenho.
No entanto, ao longo dos anos, o Brasil não conseguiu resolver a questão por via diplomática. A prescrição foi pedida pelo próprio Ministério Público Federal.

FONTE: Bahia.ba



Brasil LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje