Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 22 de outubro de 2019

Mundo

Papa Francisco fica preso em elevador por 25 minutos

01 de setembro de 2019 | 11h 07
Papa Francisco fica preso em elevador por 25 minutos
Foto: Reprodução
O Papa Francisco ficou preso, neste domingo (1º), em um elevador no Vaticano por 25 minutos, informou a Reuters. Ele teve que ser ajudado por bombeiros.
 
Por causa do incidente, o pontífice acabou se atrasando em cerca de 10 minutos para o pronunciamento semanal na Praça de São Pedro.
 
"Tenho que pedir desculpas", disse Francisco, sorridente, ao começar o pronunciamento dominical. Ele explicou que houve um problema de energia elétrica no Vaticano e que havia ficado preso no elevador.
 
"Uma salva de palmas para os bombeiros", disse o Papa à multidão.
No sermão, ele também voltou a falar da Amazônia, que vem registrando queimadas recordes. Ele afirmou que a floresta está "seriamente ameaçada".
 
O pontífice anunciou, neste domingo (1º), que irá elevar ao nível de cardeal, no dia 5 de outubro, 13 membros do clero. Desses, 10 serão "cardeais eleitores" com menos de 80 anos e, portanto, elegíveis para votar em um eventual conclave de escolha de seu sucessor. Não há nenhum brasileiro na lista.
 
Entre eles alguns estão alguns nomes importantes, como o do padre jesuíta Michael Czerny, subsecretário da seção que cuida dos migrantes no Vaticano; e o arcebispo de Bolonha, Matteo Zuppi, conhecido por sua simplicidade.
 
Outros nomes são o do bibliotecário do Vaticano, o português José Tolentino de Mendonça (teve ascensão meteórica) e o do arcebispo de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, Ambongo Besungu.
 
Entre não eleitores, o Papa homenageia Michael Louis Fitzgerald, de 82 anos, que na época do papado de Bento XVI cuidava do diálogo inter-religioso.


Mundo LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje