Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 28 de setembro de 2020

Economia

Trinta e quatro mil contribuintes baianos estão na malha fina, aponta Receita Federal

10 de dezembro de 2019 | 14h 54
Trinta e quatro mil contribuintes baianos estão na malha fina, aponta Receita Federal
Foto: Reprodução
Na Bahia, 33.859 declarações ficaram retidas na malha fina do Imposto de Renda 2019, conforme divulgou a Receita Federal na segunda-feira (9). As consultas ao último lote do IR foram abertas na segunda-feira e quem não estiver nesse lote, nem apareceu nos anteriores, está na manhã fina.
 
Com relação aos dados nacionais, a Receita Federal informou que em todo o país 700.221 contribuintes tiveram suas declarações retidas.
Quando entram na também chamada malha fiscal, as declarações dos contribuintes ficam retidas para que pendências sejam verificadas e que haja a correção dos erros. As restituições são pagas apenas após a questão ter sido resolvida.
 
Além das declarações retidas, a Receita informou que serão creditadas restituições para 14.538 contribuintes baianos, totalizando o valor de R$ 31.398.148,28.
 
Para confirmar que está na malha fina, o motivo e o que fazer para resolver a pendência, o contribuinte deve fazer a verificação pelo serviço Meu Imposto de Renda da Receita Federal, no site da instituição. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações.
 
Segundo a Receita, as principais razões que levaram à retenção de declarações em 2019 foram:
 
Omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes: 35,6% das declarações com esta ocorrência;
Despesas médicas: 25,1% das declarações com esta ocorrência;
Divergências entre o IRRF informado na declaração e o informado em DIRF: 23,5% declarações com esta ocorrência;
Dedução de previdência oficial ou privada, dependentes, pensão alimentícia e outras: 12,5% declarações com estas ocorrências.


Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje