Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 07 de abril de 2020

Brasil

Nordeste teve o maior impacto de cortes de bolsas da Capes

17 de fevereiro de 2020 | 11h 44
Nordeste teve o maior impacto de cortes de bolsas da Capes

O Nordeste foi a região que mais sofreu com a medida do governo de Jair Bolsonaro em realizar os cortes de bolsas para pós-graduação. Os cursos mais afetados são das áreas de engenharia, medicina e educação.

Sob o comando de Abraham Weintraub, o Ministério da Educação passou a bloquear o orçamento no ensino desde o ano passado, o que provocou redução de investimentos nas instituições.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, foram canceladas mais de 7,5 mil que financiariam pesquisas de pós-graduandos. Ao todo, 84,6 mil estudantes foram atendidos com o financiamento. Outras 476 bolsas integram acordos e editais específicos, em geral por temas e abertos a várias instituições.

As bolsas são financiadas pelo Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), órgão vinculado ao MEC.

FONTE: Bahia.ba



Brasil LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje