Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 19 de outubro de 2018

Economia

Camelôs farão audiência com prefeito sobre shopping popular

04 de fevereiro de 2015 | 14h 53

O projeto está orçado em R$ 131 milhões

Camelôs farão audiência com prefeito sobre shopping popular
Segundo a Settdec, a previsão de entrega do empreendimento é de um ano.
Vendedores ambulantes de Feira de Santana se reunirão com o prefeito José Ronaldo no dia 26 de fevereiro para obterem mais informações sobre a construção do shopping popular. Questões como valores dos boxes e a forma de recebimento estão na pauta de discussão.
 
De acordo com Robson Leite, presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes de Feira de Santana, ainda não há uma decisão oficial com relação ao preço dos boxes, mas de acordo com a prefeitura para o primeiro ano, o valor do condomínio por metro quadrado ficou orçado em R$ 46,55, alcançando R$ 57,25.
 
“Os maiores interessados nesse processo todo são os ambulantes, e todos têm que estar lá porque é o futuro deles que está em jogo. E a partir dessa reunião é que já deve ter algum parâmetro do que vai ocorrer”, disse, acrescentando que somente na Rua Sales Barbosa existem cerca 700 camelôs.
 
No dia 27 deste mês, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico apresentou o projeto arquitetônico do shopping aos membros do Conselho Municipal da pasta. A licitação para contratação da empresa que irá executar as obras está marcada para a próxima sexta-feira (6).
 
Segundo a Settdec, a previsão de entrega do empreendimento é de um ano. O projeto está orçado em R$ 131 milhões e será construído numa área de 30 mil metros2, em área anexa ao Centro de Abastecimento, e terá cerca de 1.800 boxes, com cinco metros quadrados cada. Para os setores de restaurantes e lanchonetes estão previstos, respectivamente, 630 e 929 metros2. Ainda segundo informações a secretaria, a empresa vencedora da licitação terá um prazo de 30 anos para explorar o equipamento.

FONTE: Acorda Cidade



Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje