Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 29 de setembro de 2020

Economia

Consignado com pagamento em longo prazo faz mais de 600 servidores da Prefeitura endividar-se, diz sindicalista

12 de agosto de 2020 | 19h 23
Consignado com pagamento em longo prazo faz mais de 600 servidores da Prefeitura endividar-se, diz sindicalista
Mais de 600 servidores da Prefeitura de Feira de Santana encontram-se em elevado nível de endividamento, em razão de empréstimos contraídos junto a bancos e financeiras credenciados pela administração municipal para fazer empréstimos. A informação é do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Hamilton Ramos.
 
Segundo ele, em entrevista ao programa "Acorda Cidade", da Rádio Sociedade News, o problema acontece por responsabilidade da própria Prefeitura, que "colocou 16 bancos para assediar os servidores" com propostas de empréstimos para pagamento a longo prazo. Acusa a administração municipal de ter praticado "agiotagem esse período todo".
 
Hamilton defende que a Prefeitura credencie menos instituições de crédito para empréstimo consignado e que as operações sejam feitas de maneira rotativa - prazo máximo de seis meses para pagamento. "Saiu da rotina do servidor, que se endividou e agora não tem limite para comprar um vale-gás, o remédio ou a carne", ele diz. 
 
O sindicalista informa que o Município aumentou para 96 meses o prazo de operações de empréstimo consignado e que isto é prejudicial ao servidor, pois estimula a que ele faça aquisições que comprometem a sua renda. "Logo, em três ou quatro meses, precisará comprar algo urgente e não terá mais crédito".


Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje