Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 27 de janeiro de 2021

Política

Derrotado, Zé Neto lamenta fake news e diz que influenciaram no resultado da eleição

29 de novembro de 2020 | 19h 57
Derrotado, Zé Neto lamenta  fake news e diz que influenciaram no resultado da eleição
O candidato derrotado a prefeito Zé Neto (PT) reclamou, em entrevista à Rádio Sociedade News logo após o pleito, de fake news por parte da campanha adversária, além da "máquina" que  "funcionou de forma absurda" neste segundo turno.
 
Mostrou estar indignado com a divulgação de um problema familiar dele com o seu pai e também a questão da "rachadinha", algo superado e do qual ele foi inocentado pela justiça. "Superamos, eu e meu pai, um trauma importante, mas colocaram como se eu o houvesse abandonado". 
 
 
Zé neto disse que suas duas filhas de 9 e 15 anos  sentiram  na pele essas interferências. " Evidentemente essas coisas atrapalharam. Afetaram a minha família e a campanha".
 
Ele promete avaliar os acontecimentos dos últimos dias referentes à eleição, inclusive possíveis interferências da Prefeitura no transporte de eleitores na zona rural (a defesa do candidato chegou a ingressar com um pedido de prisão do superintendente de Trânsito Euclides Artur, indeferido pelo juiz eleitoral).
 
Considerou uma votação "extraordinária" no primeiro e segundo turnos (119 mil e 138 mil, respectivamente).
 
Agradeceu aos seus apoiadores pela "campanha bonita, pautada nos problemas e soluções da cidade". Citou o deputado estadual e coordenador da campanha, Robinson Almeida, o PSL,  PSOL e PSB, que se uniram ao PT no segundo turno e o ex-deputado Targino Machado, que "cumpriu papel importante  no segundo turno". 
 
Desejou  ao prefeito reeleito Colbert Filho que "faça por onde melhorar a vida da cidade e possa assistir mais aos mais humildes".
 
 
E pretende agora analisar o quadro político futuro. "Precisamos ver como se comporta a sociedade e o país, pois daqui a dois anos teremos um novo desafio".


Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje