Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 25 de setembro de 2018

Esporte

Bahia vence Campinense na estreia da Copa do Nordeste

05 de fevereiro de 2015 | 10h 48
Bahia vence Campinense na estreia da Copa do Nordeste
Kieza comemora gol deu triunfo ao Bahia contra o Campinense
Pura pressão. No primeiro jogo oficial do Bahia na Fonte Nova em 2015, deu para ter uma boa noção de como o time de Sérgio Soares vai atuar durante esse ano: adiantado, marcando a saída de bola do adversário.
 
Foi assim que o Tricolor criou as suas principais chances no jogo de quarta-feira, 5, contra o Campinense, pela rodada inaugural da Copa do Nordeste. E Foram muitas. No primeiro tempo, o time desperdiçou pelo menos quatro chances claras. Na etapa complementar, mais quatro. O que fez o resultado de 1 a 0 para o Esquadrão parecer um resultado magérrimo.
 
Em campo, o destaque absoluto foi Kieza. O camisa 9 do Bahia - que já havia se destacado no jogo-treino contra o Bahia de Feira, com duas assistências - foi a principal peça na marcação no campo do adversário, na articulação de jogadas e nas finalizações.
 
Foi dele o primeiro gol tricolor no ano. Aos 8, Bruno Paulista roubou a bola da defesa adversária e deixou para Maxi; o argentino achou Kieza livre, na esquerda, para completar na saída do goleiro.
 
Aos 10, em mais uma bola roubada, Kieza tocou de calcanhar para Willians, que chutou em cima do zagueiro. Aos 13, foi a vez de Willians roubar a bola e deixar Maxi na cara do gol, de calcanhar; o argentino chutou em cima do goleiro.
 
Erros
O Bahia jogava com enorme facilidade e parecia que começaria uma goleada a qualquer minuto. Mas não foi isso o que aconteceu. O tempo passou e os erros de finalização continuaram - problema que vem desde o ano passado.
 
Aos 30, ainda no primeiro tempo, outra chance clara: Kieza recebeu mais uma bola roubada no ataque, driblou a marcação e cruzou para Willians, que não conseguiu desviar.
 
O roteiro 'bola roubada no ataque, boa articulação e chute errado' continuou no segundo tempo. Aos 20, Tiago Real, após bate-rebate, achou Willians livre na área, mas o meia chutou longe do gol. Oito minutos depois, foi a vez de Bruno servir Tiago Real na área; o meia tirou a marcação e finalizou rente à trave.
 
As chances não paravam de aparecer. As duas últimas foram as mais claras. Aos 29, Raul cruzou rasteiro da esquerda, a bola passou por Kieza e Zé Roberto, livre, com o gol aberto, conseguiu errar na conclusão. Já no final, aos 45 minutos, Raul mandou outra vez na área e Zé, dessa vez, cabeceou para fora.
 
No final, deu para o gasto. O torcedor teve razão em se empolgar com a maneira como o time se comportou: pressionando e articulando bem as jogadas. Mas os erros de finalização preocupam.
 
O próximo duelo pelo Nordestão é na quarta que vem, às 20h20, contra o CRB, em Maceió. Antes, o time enfrenta  o Jacobina, pelo Baianão, no sábado, às 18h30, em Pituaçu.


Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje