Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 27 de setembro de 2021

Política

Exonerado por usar voo da FAB sem autorização é nomeado secretário nacional de Justiça

04 de Agosto de 2021 | 09h 36
Ouvir a matéria:
Exonerado por usar voo da FAB sem autorização é nomeado secretário nacional de Justiça
Foto: Reprodução/Twitter

O Governo Federal nomeou, nesta quarta-feira (4), José Vicente Santini secretário nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O novo integrante da equipe substitui Claudio de Castro Panoeiro. A nomeação, assinada pelo também recém-nomeado ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com portal de notícias Uol, em janeiro de 2020, Santini ocupava o cargo de secretário-executivo da Casa Civil, mas foi demitido, após se envolver em uma polêmica. Ele usou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), sem autorização, para viajar à Índia. Amplamente criticado, acabou sendo exonerado.

O voo aconteceu depois do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. Na ocasião, ele representava o ministro Onyx Lorenzoni, então chefe da Casa Civil, e utilizou a aeronave para encontrar a comitiva do presidente Jair Bolsonaro.

O próprio Bolsonaro, diz o Uol, classificou a atitude de Santini como "imoral". Isto porque os ministros costumavam usar voos comerciais, com a finalidade de evitar gastos. "Inadmissível o que aconteceu. Já está destituído da função de executivo do Onyx. Destituído por mim. Vou conversar com Onyx para decidir quais outras medidas podem ser tomadas contra ele. É inadmissível o que aconteceu, ponto final", afirmou o presidente, à época.

Amigo de infância dos filhos de Jair Bolsonaro, José Vicente Santini acabou assumindo outro cargo no governo, em setembro. Desta vez, como assessor do então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Ainda conforme o Uol, em fevereiro de 2021, Santini voltou ao Planalto como  secretário-executivo da Secretaria Geral da República, do qual foi exonerado, a pedido, no fim de julho.



Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje