Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 16 de janeiro de 2022

Política

Convocados que não comparecem para depor na CPI da Saude podem ter condução coercitiva à Câmara

01 de Dezembro de 2021 | 17h 24
Ouvir a matéria:
Convocados que não comparecem para depor na CPI da Saude podem ter condução coercitiva à Câmara
Podem ser conduzidos de forma coercitiva, servidores municipais convocados para prestar depoimento â Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara que investiga possíveis crimes contra a saúde pública, no âmbito da Prefeitura de Feira de Santana.  O aviso é do presidente da denominada CPI da Saúde, o vereador Paulão do Caldeirão (PSC). Em pronunciamento nesta quarta (1), na Casa da Cidadania, ele disse que os faltosos nas oitivas agendadas para duas datas, nos últimos dias, terão uma nova oportunidade na reunião da próxima terça, as 14 horas: "Não adianta o prefeito Colbert Martins fazer manobras e usar de artimanhas para impedir que os servidores convocados compareçam à CPI: Se não vierem espontaneamente, serão conduzidos pela polícia". 
 
Paulão diz que CPI "é coisa séria" e a Câmara "deve ser respeitada", pois é a representante da população. Ele prevê que o próprio prefeito Colbert Martins Filho pode vir a ser convocado para depor. "No dia que (o prefeito) for convocado para a boca da máquina, vai se esconder, mas a gente também convoca de forma coercitiva". De forma irônica, o vereador diz que, no caso do prefeito, não deverá "estranhar", uma vez que está "acostumado a ser chamado pela Polícia Federal, Polícia Civil e Justiça".

FONTE: Câmara Municipal



Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje