Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 18 de novembro de 2018

Economia

Médico explica como funciona sistema de previdência complementar fechada

09 de fevereiro de 2015 | 14h 18

A pessoa pode se unir a Unicred individualmente, dependendo apenas do que constar no estatuto.

Médico explica como funciona sistema de previdência complementar fechada

O médico Euclides Quaresma, fundador da Quanta Previdência Unicred e um dos pioneiros do sistema de previdência complementar fechada, esteve em Feira de Santana visitando a sede do banco Unicred. Ele se reuniu com os funcionários e depois explicou ao Acorda Cidade como vem funcionando o sistema de previdência no Brasil.

De acordo com Euclides Quaresma, existem dois tipos de previdência complementar fechada: a previdência fechada do tipo patrocinadora, que é uma empresa que coloca dinheiro como forma de patrocínio de previdência para seus funcionários, a exemplo, da Petrobrás, e a previdência instituída ou associativa, quando qualquer associação, sindicato ou cooperativa no país pode participar.

“O sistema Unicred é cooperativo financeiro. É como se fosse um banco, só que os donos são os cooperados, que pagam uma cota capital para participar do sistema Unicred, que fez uma previdência instituída associativa para todos os seus cooperados. São em torno de 300 mil em todo o país. Nesse tipo de previdência é a pessoa que poupa. Ao invés de ela colocar dez mil reais no banco para empregar, ela reúne muitas pessoas e coloca um bilhão. É lógico que essas pessoas vão ganhar mais, pois a taxa vai ser melhor”, explicou fundador da Quanta Previdência Unicred.

Ainda segundo Euclides Quaresma, a pessoa pode se unir a Unicred individualmente, ou não, dependendo apenas do que constar no estatuto. Segundo ele, tem Unicred que é aberta para todos e qualquer um pode se associar e tem Unicred que é aberta só para área da saúde, ou empresários, por exemplo.

Euclides destacou que as previdências associativas podem ser uma alternativa a previdência social. “A previdência associativa é feita sob a forma de contribuição definida. Está na conta do associado e ninguém pode mexer nisso. Não tem como desviar que o está na conta da pessoa. Além disso, não há possibilidade de crise, pois o dinheiro foi a pessoa que colocou e caso a Unicred feche o dinheiro continua sendo dela e com rendimentos”, afirmou. 

FONTE: Acorda Cidade



Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje