Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 30 de outubro de 2020

Geral

Empresas retiram ônibus alegando falta de combustível

16 de agosto de 2015 | 17h 57

Dizem que perderam o contrato emergencial com o município

Empresas retiram ônibus alegando falta de combustível
Assim como o transbordo, o terminal Norte ficou vazio (foto Ney Silva/Acorda Cidade)

As empresas de ônibus Princesinha e 18 de setembro recolheram ao longo do dia os ônibus para as garagens e a cidade ficou sem transporte coletivo. A alegação é que falta combustível, que elas não estariam mais conseguindo comprar porque contrato emergencial com o município não teria sido renovado. Temendo não receber pagamento, os fornecedores de combustível não querem mais vender, alegou o advogado das empresas, Ronaldo Mendes.

Ao longo do dia o governo não fez nenhuma manifestação oficial sobre que providência será adotada para a população não ficar sem transporte. Nos pontos, as pessoas esperavam, sem saber que o serviço estava paralisado.

Na sexta-feira, após uma batalha de liminares na justiça, o governo conseguiu concluir a licitação para escolha de novas concessionárias. Entretanto, além de ainda estarem ocorrendo contestações judiciais à concorrência, as empresas ainda vão demorar meses até que estejam prontas para operar.

Os rodoviários também estão insatisfeitos, porque temem ser demitidos sem receber os direitos trabalhistas. Neste caso, o prefeito José Ronaldo se manifestou, anunciando que o governo vai se empenhar para resolução do problema.



Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje