Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 20 de setembro de 2018

César Oliveira

O secretário de Saúde do estado, em Feira

16 de fevereiro de 2015 | 19h 22
O secretário de Saúde do estado, em Feira
Ao comentar sobre o Hospital Estadual da Criança (HEC), o secretário Fábio Vilas-Boas disse que vai fazer uma análise da demanda que existe na região e da oferta de profissionais para saber se existe a possibilidade da ampliação dos leitos. “Não adianta ampliar leitos e não ter pediatra”.
 
Estranho. Primeiro imaginamos que ao se criar o referido Hospital havia algum estudo de demanda na região e por isso optou-se por ser da Criança e não um Geral; segundo, se vai se estudar se existe pediatra para abrir os leitos, a ampliação está condicionada ao profissional, não à demanda; terceiro, se não houver pediatra, significa que o estado, apesar de abrir o hospital (nunca totalmente ocupado) não fez nenhum tipo de planejamento para ter este profissional ao longo deste tempo; quarto, se demanda e pediatras estiverem equilibradas significa que foi superdimensionado e a escolha por um Hospital da Criança foi só porque Jacques Wagner errou a promessa na campanha.
 
Ou o Secretário não analisa o que diz ou vende ilusões.


César Oliveira LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje