Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 13 de julho de 2020

Saúde

Ações contra chikungunya intensificadas no Sítio Novo

25 de fevereiro de 2015 | 08h 18
Ações contra chikungunya intensificadas no Sítio Novo
Ações educativas, trabalho de campo para eliminar possíveis criadouros, tratamento focal e perifocal para controlar a reprodução do aedes aegypti e, assim, diminuir os casos da febre chikungunya. A Vigilância Epidemiológica de Feira de Santana trabalha em parceria com a comunidade para evitar que novos casos sejam confirmados. Neste ano, 30 pessoas já contraíram a doença – a maioria no Sítio Novo.
 
A Vigilância Epidemiológica já esteve no bairro, onde realizou ações e, principalmente, convocou os moradores para que participem ativamente da prevenção e adotem medidas que dificultam a reprodução do inseto. É fundamental que os moradores abram portas e janelas quando o carro do fumacê passar e que facilitem o trabalho dos agentes quando estiverem com bombas costais.
 
Em 2014 foram notificados 1.443 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 1.027 (71,17%) do total. Destes, a predominância foi para o sexo feminino com 708 casos (68,93%) e a faixa etária mais acometida foi a de 20 a 49 anos com 592 (57,64%) casos. Com relação as manifestações clínicas as mais freqüentes foram: artralgia/poliartralgias, cefaléia, mialgia, exantema, edema nas articulações e alguns casos com prurido.
 
Os casos foram procedentes de 75 localidades do município, sendo o George Américo o bairro com maior número, apresentando 473 (32,77%) casos do total das notificações. Em seguida vêm os bairros do Campo Limpo, Sítio Novo, Cidade Nova, Sobradinho, Distrito de Jaguara (Povoado Rio do Peixe), Parque Ipê, Pedra Ferrada, Distrito de Maria Quitéria, Pampalona, Gabriela, Rua Nova, Queimadinha e Mangabeira.


Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje