Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 18 de janeiro de 2019

Economia

Comércio coloca Feira na rota das melhores cidades turísticas do Brasil

20 de novembro de 2015 | 10h 30

Média é de 7,5 mil turistas internacionais e 135,8 mil domésticos

Comércio coloca Feira na rota das melhores cidades turísticas do Brasil
O município recebeu no último mês de agosto, a classificação turística B

Considerado como o principal entroncamento rodoviário do Norte/Nordeste brasileiro, Feira de Santana recebeu no último mês de agosto, a classificação turística B, do Ministério do Turismo, ficando num grupo seleto de 167 municípios brasileiros que se destacam com uma média de 458 empregos formais de hospedagem e uma estimativa turística de 7,5 mil turistas internacionais e 135,8 mil domésticos.

O Secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Junior, atribui a classificação da cidade na gama de serviços que são encontrados por aqui, “Outras cidades com um potencial turístico maior não conseguiram essa classificação e Feira conseguiu esse tento graças a sua estrutura hoteleira, de restaurantes, bares e principalmente ao turismo de negócios”.

Além das famosas transações comerciais que dão nome a cidade, a “Princesa do Sertão” traz nas raízes muitos elementos da cultura sertaneja, como a culinária.

Dando ênfase ao trade turístico Caminho do Sertão, o coordenador da câmara estadual de turismo, Paulo Azevedo, enaltece os benefícios deste setor turístico, ainda pouco explorado na Bahia. “Esse elemento é super novo e traz mudanças diretas no planejamento turístico das cidades e viemos aqui iniciar este processo de sensibilização”.


PONTOS TURÍSTICOS

A zona turística Caminhos do Sertão é uma faixa entre os municípios de Feira de Santana e Euclides da Cunha, onde ficam locadas regiões de mesmas características semelhantes, como o clima, a vegetação, o relevo e aspectos culturais. No município, o que é mais explorado são os aspectos comerciais, tanto de produtos regionais como de produtos de interesse geral, como ressaltou Paulo, “Feira é uma Meca dos negócios, é uma cidade de apoio e com um fator histórico fantástico e todo o caminho do sertão simboliza muito isso da cultura e hospitalidade sertaneja”.

Isso está tão inserido na cultura local, que os pontos turísticos mais visitados na cidade são os relacionados ao comércio, a exemplo do Centro de Abastecimento, do Mercado de Arte e até mesmo o Feiraguai. “Feira é como uma miniatura de São Paulo, onde ninguém vai para lazer e aqui temos essa mesma característica, do trabalho, onde as pessoas veem para fazer negócios”, explicou Borges Junior. 

FONTE: Folha do Estado



Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje