Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 25 de outubro de 2021

Bahia

Casos de síndrome respiratória aguda grave crescem no estado nas últimas semanas

24 de Setembro de 2021 | 18h 09
Ouvir a matéria:
Casos de síndrome respiratória aguda grave crescem no estado nas últimas semanas
Foto: Divulgação/Sesab

De acordo com o Boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nesta sexta-feira (24), há uma tendência de queda dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no país verificada nas últimas semanas. A Bahia, no entanto, apresentou sinal de crescimento na tendência de curto prazo, que considera as últimas três semanas.

Assim como a Bahia, outros cinco estados também apresentam esse tipo de crescimento: Amapá, Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro e Tocantins. Destes, apenas o Rio de Janeiro ainda não atingiu valores inferiores aos observados em 2020.

Nesta sexta, o governador Rui Costa (PT) afirmou preocupação com a situação da pandemia no estado nas últimas semanas. De acordo com o gestor, em uma semana foi constatado o aumento de 700 casos ativos de coronavírus na Bahia.

Dados nacional

A análise feita pela Fiocruz,  é com base nos dados inseridos no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe). No boletim são considerados os dados de até 20 de setembro.

O relatório aponta que apenas Espírito Santo, Piauí e Rondônia apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo, que considera as últimas seis semanas, até a Semana Epidemiológica 37, que compreende o período de 12 a 18 de setembro.

A tendência de queda foi verificada em 12 estados: Amazonas, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Segundo o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes, ao contrário do que ocorreu em outros países, a disseminação da variante Delta no Brasil não levou a um aumento exponencial dos indicadores da epidemia. "Mesmo o Rio de Janeiro, principal fonte de preocupação nos últimos meses, já interrompeu essa tendência e registrou queda em semanas recentes", disse.

FONTE: Bahia.ba



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje