Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 16 de janeiro de 2022

Saúde

Mães denunciam Prefeitura de Feira de Santana por não cumprir obrigações com crianças com microcefalia

02 de Dezembro de 2021 | 16h 32
Ouvir a matéria:
Mães denunciam Prefeitura de Feira de Santana por não cumprir obrigações com crianças com microcefalia
As mães feirenses de crianças que nasceram com microcefalia (malformação congênita em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada) estão denunciando precariedade na assistência, de responsabilidade da Prefeitura. Nesta quinta (2), duas delas, representando todo o grupo, compareceram à Tribuna Livre da Câmara para relatar as diversas carências e pedir a ajuda dos  vereadores em busca de soluções. Segundo Huliane Oliveira, um dos principais problemas é o local onde está sendo feito o atendimento, no Centro de Saúde Especializado (CSE), unidade municipal localizada em frente ao antigo Feira Tênis Clube.  
 
As famílias dispunham de um espaço adequado próximo à avenida Getúlio Vargas, mas agora se encontram no mesmo lugar onde dezenas de pacientes de várias doenças também são assistidas. "Nossos filhos tem condições atípicas, que precisam de um lugar específico, até para que não corram o risco de serem infectados", sugere. Ela diz que as mães reclamam desde o mês de agosto, mas a Secretaria de Saúde não dá uma resposta. 
 
Uma outra deficiência diz respeito a falta de transporte para que as crianças sejam conduzidas a atendimentos fora da cidade. Muitas estão prejudicadas, pois não há veículo disponibilizado pela Prefeitura para consultas e exames em Salvador e  sessões de equoterapia, aqui mesmo em Feira. 
 
Alimentação suplementar, importante para ganho de peso dos pacientes, também não tem. "Há crianças desnutridas em razão disso", lamenta Huliane. A aplicação de botox, contra rigidez nos nervos, não é disponibilizada nesta cidade e o Município não é pactuado com o hospital de Salvador que oferece o procedimento. As crianças tem direito, mas não recebem fraldas especiais por parte da Prefeitura.

FONTE: Câmara Municipal



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje