Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de março de 2021

Saúde

Policlínica do Território de Identidade de Irecê tem obras iniciadas

06 de junho de 2016 | 16h 54
Policlínica do Território de Identidade de Irecê tem obras iniciadas
Governador Rui Costa visita o terreno onde será construída a Policlínica de Saúde, no município de Irecê-Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A ordem de serviço para construção da quarta policlínica construída pelo Governo do Estado foi assinada pelo governador Rui Costa nesta segunda-feira (6), em Irecê, no Norte da Bahia. O equipamento será administrado por meio de um consórcio interfederativo de saúde e atenderá 19 municípios da região, com até 18 especialidades médicas, além de serviços de apoio ao diagnóstico, como radiografia, tomografia, ultrassonografia, endoscopia e ressonância magnética. O investimento de R$ 19 milhões em obras e equipamentos beneficiará mais de 420 mil pessoas.

Rui visitou o terreno no qual será construída a policlínica, que já passa por terraplanagem, e conheceu o projeto. “Quem precisar de qualquer exame, vai poder fazer aqui, porque teremos todos os equipamentos. Estamos regionalizando o atendimento, levando a saúde para o interior, onde vive 80% da população”, ressaltou. Ele também explicou como funcionará a gestão do equipamento: “do custeio, 60% será rateado entre os municípios do consórcio e 40% será bancado pelo Estado, para levar saúde para o povo”.

Cesol

Um Centro Público de Economia Solidária (Cesol), espaço que oferece, gratuitamente, qualificação técnica e assistência jurídica, contábil e administrativa a empreendimentos econômicos e solidários, além de comercializar seus produtos e articular oportunidades na geração, fortalecimento e promoção de seus trabalhos, também foi inaugurado pelo governador no município. O Cesol do Território de Irecê contempla 54 empreendimentos econômicos e solidários, envolvendo 800 famílias, de 150 comunidades, pertencentes a 20 municípios da região.

Para prestar assistência e capacitar essas pessoas, 125 jovens já foram formados no curso de extensão de agente rural de economia solidária e receberam seus certificados nesta segunda-feira, durante a visita do governador à Feira da Economia Solidária que está sendo realizada na cidade.

Adriana Dourado demora até dois meses para fazer uma única peça de artesanato: uma miniatura de uma casa típica do sertão, com fogão à lenha, parede de taipa e utensílios de cozinha. A riqueza de detalhes do objeto, que chega a ser vendido por mais de R$ 1,5 mil, impressionou o governador. “Eu mostro com esse artesanato a realidade que ainda existe no sertão nordestino. Todas as peças da casa têm aspecto de usadas, cada casa é uma peça única, e essa renda é importante para a gente”, disse a artesã. 

De acordo com o coordenador do Cesol, Medson Janer da Silva, a unidade ajuda a organizar os produtos dos artesãos e da agricultura familiar e a fazer a inserção desses em feiras e exposições. “Também trouxemos políticas públicas do Estado, como onze cozinhas industriais, além de outros trabalhos de divulgação. Essa oportunidade de comercialização é justamente o que falta para a agricultura familiar”.

Outras ações

Na ocasião, Rui ainda entregou seis viaturas da Polícia Militar para reforçar a segurança em Irecê, Central, João Dourado, Presidente Dutra e Uibaí, além de seis tratores agrícolas, com implementos, para fortalecer a agricultura familiar nos municípios de Irecê, João Dourado, Morro do Chapéu, Seabra e Lapão. Com este último objetivo também foram entregues um caminhão-baú à Cooperativa de Trabalho Agropecuária Mista de Barro Alto, de Irecê, bem como um caminhão-basculante e uma motoniveladora, respectivamente, às prefeituras de Canarana e Central.

Para garantir assistência técnica aos produtores da região, o governador ainda autorizou a celebração de um convênio entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR) e a Cooperativa de Apicultores e Apicultoras do Território de Irecê, no valor de R$ 586 mil. “Nós estamos com um programa chamado Bahia Produtiva, para apoiar os agricultores familiares da Bahia, que possui 700 mil famílias vivendo da atividade. Se a agricultura melhorar a renda, o comércio das cidades também melhora. Vai ter mais emprego, a cidade vai se desenvolver e a prefeitura vai arrecadar mais”, afirmou.

O prefeito de Central, Wilson Monteiro, disse que a máquina será bastante útil para a cidade. “Vai ajudar a recuperar as estradas vicinais, por onde vai ser escoada a produção dos agricultores familiares. Vão ser mais de 17 mil pessoas beneficiadas”, afirmou.

Ainda em Irecê, Rui autorizou a implantação de sinalização de trânsito no município e em Ibititá, bem como inaugurou o contorno para Lapão, no entroncamento com a BA-052, e uma Unidade de Saúde da Família. O governador parabenizou o município pela qualidade do equipamento. "[A Atenção Básica de] Irecê alcança 75% de cobertura da população. Mais cinco postos ainda serão entregues e o município chegará a 100%".

FONTE: SECOM- BA



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje