Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 02 de dezembro de 2021

Glauco Wanderley

APLB poupa o estado, mas prorroga greve na rede municipal

Glauco Wanderley - 25 de Março de 2017 | 00h 23
APLB poupa o estado, mas prorroga greve na rede municipal
Votação que aprovou a greve na rede municipal

Os estudantes do município de Feira de Santana vão permanecer sofrendo os efeitos da greve dos professores. Em assembleia nesta sexta-feira (24), convocada pela APLB, ficou decidido que após 10 dias de paralisação, a rede estadual retornará às aulas. Mas na municipal a greve continua.

“A Rede Municipal tem uma pauta específica e a categoria continua a greve porque não houve avanço nas negociações com o governo municipal”, alegou o sindicato em nota distribuída à imprensa.

O estado chega em 2017 ao segundo ano consecutivo sem reajuste. A alegação é que o gasto com pessoal ultrapassa os limites determinados pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Apesar disso, a greve acaba nesta segunda-feira. Foi um protesto de 10 dias, convocado por agremiações nacionais de sindicatos, voltado principalmente para marcar posição contra a reforma da Previdência.

O sindicato dos professores resolveu  endurecer apenas com o município, com quem já vinha insatisfeito pela aprovação do projeto que aumenta o desconto salarial para pagar a previdência municipal.

“Diversas foram as reuniões, onde se discutiram o Plano de Carreira unificado, o Reajuste de 7,64% retroativo a janeiro, o Enquadramento e o pagamento da licença pecúnia, mas até o momento não houve nenhuma resposta sobre a pauta”, justificou o sindicato.

Na próxima segunda-feira, 27, a partir das 9 horas os grevistas se reunirão em frente à prefeitura. Eles querem ser recebidos em audiência pelo prefeito José Ronaldo.



Glauco Wanderley LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje