Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de março de 2021

Saúde

Comboio com 160 mil metros cúbicos de oxigênio chega Manaus; carga atrasou devido às más condições da BR-319

24 de janeiro de 2021 | 16h 10
Comboio com 160 mil metros cúbicos de oxigênio chega Manaus; carga atrasou devido às más condições da BR-319
Foto: Patrick Marques/G1 AM

Sete caminhões portando uma carga de cerca de 160 mil metros cúbicos de oxigênio chegaram a Manaus, neste domingo (24). De acordo com o G1 Amazonas, a entrega do oxigênio, que saiu de Porto Velho, em Rondônia, ocorreu com dois dias de atraso, em função das péssimas condições da BR-319.

Fornecida pelo Governo Federal, o insumo hospitalar vai ajudar os hospitais da cidade, que estão lotados, por causa do novo surto de Covid-19, a tratar os pacientes. Desde a semana passada, Manaus sofre com a escassez de oxigênio, falta que já vitimou inúmeras pessoas. Mais de 200 pacientes foram transferidos, a fim de continuarem o tratamento em outros estados.

Segundo o site, o governo informou que o problema aconteceu porque, em menos de 15 dias, a demanda diária de oxigênio, nas unidades de saúde de Manaus, aumentou de 15 mil metros cúbicos para 75 mil metros cúbicos, superando a capacidade que o fornecedor local tinha de produzir o insumo.

A superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Arlene Lamego disse que um primeiro comboio, com quatro caminhões, saiu de Porto Velho na quarta-feira (20), com previsão de chegada em 36 horas. Um segundo comboio, com outros três caminhões, saiu da cidade na quinta-feira (21).

Segundo o G1, os dois comboios se encontraram em um trecho da BR-319, na noite de sábado (23), e seguiram juntos para Manaus. Os primeiros caminhões deveriam ter chegado à capital amazonense na sexta-feira (22), mas houve atraso devido às péssimas condições da rodovia.

A intenção de cruzar 838 quilômetros pela BR-319 era economizar tempo, já que, de balsa, pelo Rio Madeira, a viagem duraria seis dias. “Era a previsão inicial, porque ia depender se ia chover, o que de fato aconteceu. Só ontem que não choveu. Em razão de não ter chovido ontem, foi que o comboio avançou e conseguiram se juntar”, explicou a gestora.

Apenas o último trecho percorrido pelo comboio foi feito de balsa. A embarcação levou os caminhões até o Porto da Ceasa, em Manaus. O desembarque ocorreu por volta de 11h52.

Conforme o portal de notícias, além das seis viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que escoltaram a carga até Manaus, o comboio também contou com o apoio de veículos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), usados para ajudar a puxar os caminhões, nos atoleiros da estrada.

BR-319 – Única estrada que liga Porto Velho a Manaus, a BR-319 é considerada uma das piores vias da malha rodoviária brasileira. De acordo com o G1, em 2020, o Governo Federal chegou a anunciar a publicação de um edital para pavimentação da rodovia. Em outubro, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, assinou a ordem de serviço para a manutenção de três segmentos da BR-319.



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje