Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 04 de agosto de 2020

Saúde

Sesab muda protocolo e passa a recomendar internação precoce de pacientes com Covid-19

06 de julho de 2020 | 14h 28
Sesab muda protocolo e passa a recomendar internação precoce de pacientes com Covid-19
Foto: Reprodução
Pacientes portadores de comorbidades com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus deverão ser internados mais precocemente na Bahia. A recomendação  partiu Centro de Operações de Emergência em Saúde da Bahia (Coes) e passa a valer já nesta segunda-feira (6).
 
A recomendação conta com a assinatura do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que divulgou um vídeo em que explica o motivo e o objetivo da mudança de protoloco. 
 
De acordo com o titular da Sesab, a intenção é prevenir o agravamento de quadros clínicos, especialmente em relação aos casos com comorbidades associadas. "Para que consiga dessa forma evitar que os pacientes cheguem muito tarde ao hospital, nós temos observado que os pacientes estão chegando tardiamente e indo direto para UTI", explicou Vilas-Boas. 
 
O grupo de risco para a Covid-19 a que a recomendação tem como foco inclui diabéticos, hipertensos, portadores de doenças cardíacas, pulmonares ou renais, imunosuprimidos, além de obesos, gestantes e maiores de 60 anos.
 
A Sesab informa que, inicialmente, mais de 350 leitos clínicos estarão disponíveis para estes pacientes, entre as gestões estadual e municipal.
 
A Nota Técnica 71 está disponível no site da secretaria.
 
Nela constam orientações aos profissionais de saúde, sobretudo, os médicos da rede pública de saúde. 
 
Ainda conforme a Secretaria da Saúde da Bahia, consideram-se casos suspeitos de Covid-19 pessoas que apresentem sintomas como febre, tosse, coriza, dor de garganta, dispneia, perda de olfato ou paladar, diarréia associada à dor abdominal e/ou sintomas respiratórios, e conjuntivite.
 
Havendo quaisquer alterações clínicas, laboratoriais ou descompensação clínica da doença de base (comorbidade), recomenda-se a internação hospitalar para uma monitorização e acompanhamento.


Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje