Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sábado, 17 de novembro de 2018

Cultura

3ª Caminhada do Perdão leva milhares de católicos às ruas

02 de março de 2015 | 08h 31

O arcebispo Dom Itamar Vian comemorou o sucesso da caminhada

3ª Caminhada do Perdão leva milhares de católicos às ruas
A caminhada teve início na Igreja Santo Antônio, nos Capuchinhos, e foi até o Estádio Jóia da Princesa

Neste domingo (1º), a Arquidiocese de Feira de Santana realizou a 3ª Caminhada do Perdão. O evento teve início às 7h, com concentração em frente à Igreja Santo Antônio, nos Capuchinhos. Dois trios elétricos acompanharam todo o percurso, que encerrou no estacionamento do Estádio Jóia da Princesa. A caminhada durou três horas, e em seguida houve a celebração da Santa Missa.

O arcebispo Dom Itamar Vian comemorou o sucesso da caminhada. Segundo ele, o evento foi criado há alguns com o objetivo de chamar a atenção da comunidade para a violência e a necessidade de haver paz e perdão. “O povo fiel responde a esse chamado, porque em todos os lugares hoje nós percebemos o grande desejo, a angústia para viverem em paz”, afirmou.

 

A participante Nina Ribeiro acredita que é mais perdoar do que pedir perdão. Ela diz que já perdoou e continua perdoando. A fiel Maria José Pinheiro conta que participa da caminhada todos os anos. “Nós temos que pedir paz a Jesus para livrar do mal e das más amizades”, diz Maria José.

Tempo de reconciliação

Para o arcebispo coadjutor Dom Zanone, que assumirá até o final deste ano a arquidiocese de Feira de Santana, em substituição a Dom Itamar, foi uma satisfação muito grande iniciar o seu ministério participando desta caminhada. “A impressão que tenho é de vitalidade e presença da igreja na cidade”, diz.

Ela afirma que essa grande caminhada é uma oportunidade de penitência e reconciliação. “E nessa finalidade, crescer no conhecimento de Jesus e celebrar a páscoa. Esse tempo é de oração, do jejum, e da esmola. O tempo de voltar à nossa amizade com Deus. Tempo de nos reintegrar como pessoa, é a penitência, e o tempo do serviço aos outros, da solidariedade, da caridade, tempo da quaresma.”

FONTE: Acorda Cidade



Cultura LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje